Skip to main content

Batida

Você está deitado em sua cama dormindo, até ouvir uma batida na janela. Você acorda, contemplando ou não se o som era apenas sua imaginação, até ouvi-lo novamente. Confuso, você fixamente olha para sua janela, perguntando como infernos alguém pudesse alcançar as janelas do segundo andar. Depois de alguns minutos de silêncio, você assume que era apenas um par de crianças do bairro atirando pedras em sua janela para assustá-lo, ou talvez apenas irritá-lo. Você deita e, sua cama novamente e coloca a cabeça em seu travesseiro. Com o fechar dos olhos, na esperança de voltar a dormir, você ouve o bater novamente.

 



Irritado, você imediatamente olha para a sua janela, esperando ver uma pedra bater no vidro. Isso é quando você ouve a batida mais uma vez. Só que desta vez, você percebe que ele não vinha de sua janela. Hesitante, você sai de sua cama e caminha em direção à porta. Você abre a sua porta, só para ver que não havia nada lá. Uma batida mais forte e mais difícil é ouvido lá de baixo. Neste ponto, você está agora totalmente desperto, mas sua mente está confusa e frustrada com o que está acontecendo tão tarde da noite.
Você desce e verifica todas as janelas e portas só para encontrar absolutamente nada. Depois de esperar por cerca de dez minutos para ouvir outra batida, você caminha de volta para cima para finalmente descansar um pouco. Ao entrar em seu quarto, você percebe que sua janela estava aberta, o que permite uma brisa fresca a fluir por todo o quarto. Você para na porta, querendo saber o que está acontecendo, e como a janela aberta, até ouvir uma batida final, na parede atrás de você.

Você se vira, só para ficar cara a cara comigo…


Comentários via Facebook

comentários

Bruno Lima

Estudante de Ciência da Computação. Desde de pequeno sou apaixonado pelo gênero do terror, por isso trago como missão para esse blog sempre estar trazendo conteúdos de qualidade, que faça com que o leitor sinta aquele frio na espinha. =D

Deixe sua opinião. Interaja conosco!