Skip to main content

Museu da morte em Palermo, Italia

Catacumbas dos Capuchinhos de Palermo, na Sicília (Itália) acolhe um dos museus mais emocionantes e originais do mundo. Essas catacumbas “guardam” os restos de mais de oito mil mortos, a maioria da elite local , o clero, a nobreza e os representantes das várias profissões. Esta é uma das mais famosas exposições de múmias.

As catacumbas existem desde 1599 quando foi enterrado um monge com reputação de santo para ser orado e visitado, o irmão Silvestro de Gubbio. No final do século XVI, O número de habitantes do mosteiro capuchinho cresceu consideravelmente, e com ele a necessidade de um cemitério decente e espaçoso para os monges. Para isso, foi adaptado um tipo de cripta sob a igreja do mosteiro. (mais…)

9 histórias horripilantes sobre hospícios

Os hospícios são locais onde hospedam pessoas com transtornos mentais para fazerem tratamentos . Esses lugares, também conhecidos como manicômios, são clínicas especialistas em tratamentos de doenças mentais. Data-se que desde 1848 até o início do século 20 instrumentos como camisas-de-forças e quartos-fortes ou “prisões-acolchoadas”, choques elétricos, operações no cérebro, e outros tipos de torturas eram utilizadas para controlar os pacientes.

Geralmente esses lugares estão cheios de histórias terríveis e são temidos por muitas pessoas. Existem relatos de doentes mentais que acabaram morrendo dentro dessas clínicas sem se quer os familiares serem notificados.

(mais…)

As namoradas mais psicóticas de todos os tempos

Sabe quando sua namorada fica pegando seu celular e perguntando a senha? Ou, como quem não quer nada, pergunta a senha do seu Facebook? E quando ela pergunta “quem é essa Bruna que te ligou ontem?”. E se isso parece muito, pare pra pensar nessas mulheres que dão chiliques em público, brigam e jogam coisas…i
É, namorar muitas vezes não é fácil, mas tem gente que torna tudo ainda mais difícil, com ciúme tão excessivo que mais parece uma escravidão sexual do que qualquer outra coisa. Se você acha que a sua namorada é psicopata e pega pesado, sabe de nada, inocente! Confira aqui esses casos e dê graças a Deus por nunca ter levado facadas ou ganhar tatuagens de cadeia, tipo essa abaixo:

(mais…)

Apocalipse robótico cada vez mais perto?

Se há uma coisa que o cinema nos ensinou é a não confiar em robôs. As sagas “Exterminador do Futuro” e “Matrix” estão aí para não nos deixar mentir. No entanto, o que fazer quando essas máquinas saem da ficção e começam a aparecer no mundo real? .Correr para as colinas? Preparar a resistência?. Seja lá qual for a sua resposta, é sempre bom conhecer quem pode ser seu próximo inimigo.

Apesar de elas ainda não terem feito nada de errado, eu não iria estranhar caso uma delas entrasse na casa de alguém para iniciar a Rebelião das Máquinas.

(mais…)

Projeto MKULTRA

MKULTRA foi o nome de código dado a um programa ilegal e clandestino de experiências em seres humanos, realizado pela CIA – o Serviço de Inteligência dos Estados Unidos da América. As experiências em seres humanos visavam identificar e desenvolver drogas e procedimentos a serem usados em interrogatórios e tortura, visando debilitar o indivíduo para forçar confissões por meio de controle de mente. As várias drogas utilizadas, todas do tipo drogas psicoativas, incluíram Mescalina, LSD e outras.

As experiências do MKULTRA têm relação com o desenvolvimento de técnicas de tortura contidas nos Manuais KUBARK divulgadas também pelos treinamentos da Escola das Américas. (mais…)

Fotos do manicomio onde torturas e experiencias eram feitas

O lugar já foi descrito como um dos “mais horripilantes do mundo”. Não é à toa que o Athens Lunatic Asyllum, conhecido também com The Ridges, ganhou esse título. Localizado em Athens, no estado de Ohio (EUA), o local, hoje abandonado, abrigou pacientes com problemas mentais, criminosos e doentes com tuberculose. Por muito tempo, suas instalações foram palco de atrocidades cometidas contra os internos. Os médicos faziam, por exemplo, a lobotomia, uma violenta intervenção cirúrgica no cérebro com resultados traumáticos. (mais…)

Projeto HAARP – A arma climática

Em 1993, começou a funcionar no Alasca (Estados Unidos) o HAARP, um projeto de estudos sobre a ionosfera terrestre. O HAARP, que significa “Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência”, visa a compreender melhor o funcionamento das transmissões de ondas de rádio na faixa da ionosfera, parte superior da atmosfera.

Segundo relatos oficiais, o projeto tem como objetivo principal ampliar o conhecimento obtido até hoje, sobre as propriedades físicas e elétricas da ionosfera terrestre. Com isso, seria possível melhorar o funcionamento de vários sistemas de comunicação e navegação, tanto civis quanto militares (o que gera desconfiança em grande parte dos conhecedores do HAARP). (mais…)