Skip to main content

A origem da Loira do Banheiro

Todo adolescente já ouviu a lenda da loira do banheiro. Ela aparece em banheiros de escolas, geralmente após alguém realizar uma sequência de ações pré-determinadas: pode ser gritar seu nome três vezes na frente do espelho, chutar a privada e falar palavrões ou mesmo dar a descarga com um fio de cabelo no vaso sanitário. Dependendo da escola onde a lenda é contada, pode ser tudo isso junto. O que você talvez não saiba é que a loira do banheiro existiu de verdade – e tem uma história cheia de atitude para sua época! Leia Mais

O boneco Robert

Em 1896, uma empregada – praticante de voodoo, segundo a história – descontente com seus patrões resolveu fazer algo para “retribuí-los”.

Deu de presente ao filho do casal, Robert Eugene Gene, um boneco de1 m de altura e recheado de palha. Tinha um rosto humanizado e se tornou muito adorado pelo garoto. Ele decidiu chamar o boneco de “Robert”

Leia Mais

Jack, o estripador

Jack, o Estripador foi o pseudônimo dado a um assassino em série que agiu no distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.

Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado. Teorias sugerem que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que talvez explique a falta de sangue nos locais dos crimes. A remoção de órgãos internos de três vítimas levou oficiais da época a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos anatômicos ou cirúrgicos. Leia Mais

Floresta Aokigahara no Japão

Aokigahara é aberta ao público, mas a partir de determinado ponto, devido à facilidade de que as pessoas acabem se perdendo, o acesso é restrito. E é por esse caminho que os suicidas costumam avançar, amarrando fitas pela trilha para que possam retornar no caso de que mudem



As estatísticas a respeito do número de suicídios variam bastante, no período anterior a 1988, ocorriam cerca de 30 suicídios a cada ano. Os números aumentaram desde então e já chegam, só em 2004, a 108 pessoas. Muitos atribuem o aumento desse número a divulgação feita sobre esse lugar. Geralmente a imprensa é aconselhada a não veicular nada sobre os lugares onde costuma-se ser frequentado por suicidas, pela simples razão de que a noticia sempre encoraja e atrai outros que passam por extremo sofrimento e também pensam em tirar a própria vida.

Mas a “maldição” da floresta não vem de hoje, muitos relatam que a floresta é palco de diversos casos sinistros ao longo da história japonesa. Conta-se que no século XVIII, devido a fome enfrentada pelo povo japonês, muitas famílias abandonavam os seus incapazes e debilitados na floresta com o intuito de mata-los, se livrando assim do fardo que eles representavam em tempos de escassez de alimentos. Muitos japoneses acreditam que as almas dos antigos mortos ainda assombram a floresta.

Devido ao alto índice de suicídios ocorridos dentro da floresta, as autoridades japonesas espalharam avisos por todas as rotas de entrada da floresta, na tentativa de provocar a reflexão nas pessoas que se sentem perdidas e procuram a floresta para por um fim na própria vida. Os avisos pedem para as pessoas que ali forem adentrar, que saiam do local e procurem alguma ajuda. Mas apesar das placas e dos avisos o número de suicídios continua bastante elevado e a cada ano mais e mais pessoas procuram a floresta sinistra com o objetivo macabro.

Nem todos que entram na floresta concluem seu objetivo. Existem diversas pessoas que adentram na floresta mas acabam, por alguma razão, desistindo de cometer o suicídio. No ano de 2010 cerca de 247 pessoas procuraram a floresta para se matarem, mas somente 57 acabaram concluindo seu objetivo inicial.

 



 



 

A seguir alguns videos sobre a reportagem que o R7 fez na floresta

 



Com a fama da floresta crescendo ela acabou virando filmes

Floresta dos Suicidas

Sinopse:
No filme Floresta Dos Suicidas, a floresta na base do Monte Fuji no Japão, sempre foi palco de vários suicídios. O local é formado por um labirinto de raízes, onde várias pessoas tiraram suas próprias vidas, ligando seu corpo aos ramos e seu espírito à vegetação rasteira. Maiko e alguns amigos da faculdade vão até a Floresta Dos Suicidas, tentar cumprir um ritual de Halloween mergulhado na tradição demoníaca que irá libertar a alma aprisionada de sua mãe. Filmando sua jornada entre as sombras, coisas estranhas começam a acontecer; murmúrios, aparições de fantasmas alertam que existem seres do mal que não os querem ali.

Floresta Maldita

Sinopse:

Sara tem uma irmã gêmea e está preocupada com o seu desaparecimento misterioso. O maior receio dela é que a irmã tenha ido para a floresta de Aokigahara, no Japão, mais conhecida como a floresta dos suicidas. Apesar de todos a alertarem para não ir, ela entra na floresta, repleta de horrores inexplicáveis, determinada a descobrir a verdade sobre o destino de sua irmã.

Fonte: Isso é Bizarro