Skip to main content

Begotten – Um filme bizarro

Aclamado pela crítica, o filme lida fortemente com religião e com a história bíblica do Gênesis e da Criação. Mas como Merhige revelou durante sessões de Perguntas e Respostas, a sua principal inspiração foi uma experiência de quase morte que ele vivenciou quando tinha 19 anos, após um acidente de carro. Não há diálogos no filme, mas em seu lugar usa indiscriminadamente fortes imagens de dor e sofrimento humano para contar seu mito.

Leia Mais

Incríveis micro-contos de terror

Hoje nós do Lendas na Internet separamos 20 micro-contos de terror para mostrar para vocês que o desconforto e o susto não precisa de mega produções para vir acontecer. Esses contos pode até não te assustar, mas vai admitir que eles chegam a ser perturbadores em alguns casos. Confira:

  • Acordei com um barulho de batidas em algum vidro. Primeiro, pensei que o som viesse da janela, até que ouvi o som vindo do espelho outra vez.

 

  • A última coisa que eu vi foi o meu despertador mostrado que eram 12:07 antes que ela atravessasse suas longas unhas podres em meu peito, com a outra mão abafando meus gritos. Me sentei na cama, aliviado que era só um sonho, mas quando vi no despertador que eram 12:06, ouvi aporta do roupeiro se abrir.

Leia Mais

Batida

Você está deitado em sua cama dormindo, até ouvir uma batida na janela. Você acorda, contemplando ou não se o som era apenas sua imaginação, até ouvi-lo novamente. Confuso, você fixamente olha para sua janela, perguntando como infernos alguém pudesse alcançar as janelas do segundo andar. Depois de alguns minutos de silêncio, você assume que era apenas um par de crianças do bairro atirando pedras em sua janela para assustá-lo, ou talvez apenas irritá-lo. Você deita e, sua cama novamente e coloca a cabeça em seu travesseiro. Com o fechar dos olhos, na esperança de voltar a dormir, você ouve o bater novamente.

Leia Mais

Poveglia – A ilha dos mortos

Conhecida como “a ilha do não retorno”, a enigmática Poveglia fica na superfície da água verde situada entre Veneza e cidade Libo na lagoa de Veneza, no norte da Itália. Dividido por um estreito canal, Poveglia aparece como uma ilha revestida por uma aura de silêncio, morte e proibição, já que não é permitido se aventurar em suas terras, onde milhares de pessoas foram queimadas há séculos atrás. Seus restos mortais, como se recusasse à serem enterrados no esquecimento, ainda tendem a chegar às costas de Veneza, lugar em que o lembrete fúnebre que há entre as árvores silenciosas e edifícios da ilha isolada, ainda deixa transparecer muitas vozes de almas que ainda não descansaram, muitas delas, devoradas pela angústia dos séculos. Leia Mais

Edifício Joelma e o caso das treze almas

“Há quase trinta anos um incêndio parou São Paulo. Era sexta-feira, 1º de fevereiro de 1974, e aproximadamente 756 pessoas distribuíam-se pelos 25 andares do Edifício Joelma (hoje nomeado Edifício Praça da Bandeira), localizado no nº 225 da Avenida Nove de Julho, Praça da Bandeira, região Central de São Paulo – Brasil.

Por volta das 08:50 horas um funcionário ouviu um ruído de vidro rompendo, proveniente de um dos escritórios do 12º andar. Foi até lá para verificar e constatou que um aparelho de ar condicionado estava queimando. Foi correndo até o quadro de luz daquele piso para desligar a energia; mas ao voltar encontrou fogo seguindo pela fiação exposta ao longo da parede. As cortinas se incendiaram e o incêndio começou a se propagar pelas placas combustíveis do forro. Correu para apanhar o extintor portátil, mas ao chegar não conseguiu mais adentrar à sala, devido à intensa fumaça. Subiu as escadas até o 13º andar, alertou os ocupantes e ao tentar voltar ao 12º pavimento, encontrou densa fumaça e muito calor. A partir daí o incêndio, sem controle algum, tomou todo o prédio. Foram feitas várias corridas de elevadores até que a atmosfera permitisse, salvando muitas pessoas; porém uma ascensorista na tentativa de salvar mais vidas, após as condições ficarem muito ruins, morreu no 20º andar

Leia Mais

Tudo sobre o Wendigo

Wendigo é uma criatura sobrenatural que faz parte da mitologia do povo indígena da América do Norte, os Ojíbuas. De acordo com a mitologia, o Wendigo é formado a partir de um humano qualquer, que passou muita fome durante um inverno rigoroso, e para se alimentar, comeu seus próprios companheiros.

Após perpetuar atos canibais por muito tempo, acaba se tornando este monstro e ganha muitos atributos para caçar e se alimentar, tais como imitar a voz humana, escalar árvores, suportar cargas muito pesadas, e além disso tem uma inteligência sobre-humana. Leia Mais