Skip to main content

Filmes perturbadores que você tem que assistir – Parte 2

Nós do Lendas na Internet somos apaixonados por filmes perturbadores, aqueles que mexem com nossa imaginação, que nos incomoda, embrulham nosso estômago, tiram o nosso sono, roubam nossa fome e que nós fazem refletir sobre o que ocorreu. Fizemos uma lista com alguns filmes que você tem que assistir, mas só se tiver coragem, claro.


Antes, veja a parte 1 dessa lista, clique aqui!


 

Uma Viagem Alucinante (2009)

O filme é uma grande viagem psicodélica com um ar de voyeurismo. A visão íntima mostra o lado podre e alucinado do ser humano, não é indicado ver sozinho ou antes de dormir.

 

The Devils (1971)

De tirar o sono, ele conta a história de freiras sexualmente reprimidas com desejos pra lá de perturbadores. Sangue para todo lado, aflição e horror não faltam quando elas, com roupas tipo Ku Klux Klan massacram um padre.

 



Repulsion (1965)

Polanski pega pesado nesse longa, que vai te fazer morrer de medo de ficar desacompanhado. Catherine Denueve ainda novinha, enlouquece quando fica sozinha.

 

A Serbian Film ou Terror sem limites (2010)

O filme niilista, que foi proibido em muitos lugares do mundo inclusive no Rio de Janeiro, trata de snuff. Na trama, um ator pornô aposentado recebe uma proposta milionária: fazer um filme em que ele realmente estupre e mate pessoas.

 

Para sempre Lilya (2002)

Separe o lencinho. Lilya Forever conta a história de uma menina que é injustiçada o tempo todo. Abandonada pela mãe e estuprada por qualquer um que chega perto dela, a garota acaba se prostituindo.

 



Caligula (1979)

O longa conta uma clássica história da Roma Antiga, considerado o maior pornô-épico da história do cinema. O tirano Calígula usa e abusa no filme, da pior maneira possível. Cruel, doentio, bizarro e como se não bastasse, tem quase três horas de duração.

 

Centopeia Humana 1 e 2

O primeiro filme chocou especialmente pelos boatos de ser considerado “possível de se realizar”. Na história, um cientista sequestra três pessoas e as une, boca ao ânus, para fazer um bichinho de estimação cruel. O longa tem cenas chocantes, mas é interessante para quem curte o gênero.

O segundo filme já extrapola qualquer limite. Na trama, um fã do primeiro filme resolve montar seu próprio bichinho. Mas quem disse que ele tem bisturis, limpeza médica e macas? Munido de uma caixa de ferramentas enferrujadas, ele apela, no sentido mais literal da palavra. O filme finge ser propositalmente mal feito, mas correm boatos de que quase não havia investimento para a sequência, já que não havia interesse em fazer o filme.

 



Pink Flamingos (1972)

A mais famosa drag queen do século XX  e a mais incrível e louca, diga-se de passagem Divine, não ganhou esse título à toa. Protagonizando bizarrices com o seu personagem, Harris Glenn Milstead se juntou ao cineasta John Waters para diversos filmes malucos e carregados de humor negro.

Pink Flamingos é um deles. Tem de tudo: mãe e filho praticando sexo oral, Divine se alimentando de fezes, nudez bem focada, sexo entre um casal e uma galinha, entre outras coisas. Definitivamente, não é um filme aconselhável para assistir após o jantar ou para assistir de jeito nenhum.

 

Fontes:  ObaOba / Fatos Desconhecidos


Veja a parte 3 aqui


Comentários via Facebook

comentários

Gabriel Sarzi

Estou na blogosfera ha mais de 8 anos. Sou estudante de Analise e Desenvolvimento de Sistemas e apaixonado por filmes, séries, games e tecnologia. Confira todas as minhas postagens abaixo:

Deixe sua opinião. Interaja conosco!