Skip to main content

Pé-de-elefante – A medusa nuclear

Está vendo este cara da foto? Ele morreu. Porque? Chegou perto de mais do objeto que seria o mais perigoso do mundo, conhecido também como Pé de Elefante, por ter um formato semelhante a pata de elefante. 
Pé de Elefante, é um objeto que está localizado no centro de um reator, no porão da Usina Nuclear de Chernobyl (cidade destruída por um acidente nuclear em 1986). Ele é feito de lava e pesa 1200 quilos, com 2 metros de largura e 1 de altura. Todos que chegam perto dele morrem, pela radiação localizada nele 

A imagem acima é rara. Ela é feita através de um espelho e mostra o material radioativo acumulado, no formato semelhante a um pé de elefante. Antes de ser realizada sondagem à distância, várias pessoas morreram ao se aproximar desse material.

Para medir a radiação de um local, é usado uma unidade de medição chamada Rg. 15 Rgs, é o numero de radiação normal. 50 Rgs, é encontrado em laboratórios de pesquisas ,e é preciso o uso de proteção para entrar em contato. 75 Rgs, a pessoa que entrar em contato pode ter tonturas. 100 Rgs, faz a pessoa perder o cabelo. 300 Rgs, é o suficiente para matar uma pessoa. 600 Rgs, causariam queimaduras na pele, fígado, no cérebro e até no sangue. 1000 Rgs, mataria a pessoa em até 3 minutos. Agora imagine só, o Pé de Elefante tem aproximadamente 10 mil Rgs! Ou seja não adianta roupas especiais como a do cara da foto, a pessoa morreria do mesmo jeito.      

O tal Pé de Elefante era tão radioativo que acabou ficando conhecido como a  verdadeira Medusa, uma vez que quem olhasse ou se encontrasse no mesmo espaço, a morte era certa e ocorria em poucos minutos. Este material é o “Corium”. O “Corium” só é produzido durante desastres nucleares. O combustível sólido derrete se tornando um líquido extremamente quente que desfaz e destrói tudo em seu caminho. Aço, concreto, areia e qualquer coisa que encontrar, fundindo tudo em uma massa só.

 




Atualmente, apesar da radioatividade ainda ser extremamente alta no sarcófago, que envolve o reator 4, já é possível chegar perto do Pé de Elefante, entretanto, a permanência deve ser por poucos minutos e com roupas adequadas.

Niveis de radiação comparados a quantidade do ”Pé de Elefante”.
      – 15 RGs é o número de radiação normal
      – 50 RGs é encontrado em laboratórios, e por isso precisa-se de proteção.
      – Ficando exposto a 75 RGs,  Você pode apresentar tonturas, vômito e desmaio
      – 100 RGs é o nível de radiação em que as pessoas começam a perder o cabelo
      – 300 RGs já é suficiente para matar
      – Em contato com 400 RGs, faria com que você morresse de uma a duas semanas
      – Em contato com 600 RGs a pessoa não viveria mais que 2 dias.
      – 1.000 RGs é considerado a quantidade brutal de radiação, que destruiria todo seus sistema nervoso e te mataria  em 3 minutos.
Já o ”Pé de Elefante” tem 10.000 Rgs. Ou seja, dez vezes maior que a quantidade que pode te matar em 3 minutos.
Usina de Chernobyl após a explosão do reator 4.

Comentários via Facebook

comentários

Gabriel Sarzi

Estou na blogosfera ha mais de 8 anos. Sou estudante de Analise e Desenvolvimento de Sistemas e apaixonado por filmes, séries, games e tecnologia. Confira todas as minhas postagens abaixo:

5 thoughts to “Pé-de-elefante – A medusa nuclear”

  1. Pesa centenas de toneladas por causa do material que foi destruído junto com todo o desastres radioativo! E sim foram feitos cálculos em media de quanto isso tudo pesa. Em todas as fontes onde já havia pesquisado dizem o mesmo que aqui, acho importante pesquisar mais antes de falarem. Assistam vídeos no You Tube também!!

  2. centenas de toneladas? Ja achei outras fontes que dizem que não pesa mais do que um carro popular

Deixe sua opinião. Interaja conosco!